domingo, 5 de dezembro de 2010

Garotos nunca dizem não...


If I Were A Boy...
E se invertêssemos os papéis? E se, nós, garotas, saíssemos pelas ruas caçando garotos e interpretando o jogo de ''Gato e Rato''? E se, nunca nos confrontaríamos com nada e nem conosco, se um dia maltratássemos a pessoa que supostamente amamos? E se, fôssemos frios e colocasse a razão acima do coração e nem por isso deixaríamos de dormir à noite pelo fato de ter perdido alguém? E se, fossêmos como os garotos, homens, rapazes, moleques, são, entrasse para o ''Clube do Bolinha''? Não seria mágico? Seria demais! O pensamento de um homem se consiste em: jamais se arrepender se algum dia uma mulher me dissesse o quão frio eu sou, até porque, ela pra mim foi apenas uma, provei e adorei. Não escutaria aquela mulher que move meio mundo para mim, estaria com o meu ego na constância da crença de que eu sou mais eu, e que por sorte minha e talvez por azar dela, a certeza de que aquele mundinho infeliz e pra lá de infantil dela, sempre girará em torno do meu, tão perfeito e ocupado. Nunca falaria diretamente, mas, querida, desista, nenhum homem vai chegar em você e falar o quanto a deseja como esposa e nem o quanto imagina permanecer para todo o sempre com sua companhia! Conto de fadas não existem. Príncipes Encantados são fantasiosos, pare com isso! Por mais que hajam maiores neurônios em mim do que naquela mulher tão intelectual, compromissada, dedicada, bonita, cobiçada e apaixonada por mim, eu sempre sou o macho alfa. Eu gosto de mulher que me despreza, que pense só nela e que JAMAIS, fale que me ama, jamais. Eu gosto daquela que me deixa em último plano, no banco de reserva. Eu sou o cara, não? Sim, eu adoro sair a noite e de finais de semana sumir! Celular desligado? Não, que isso, ele apenas quebrou, fora de sinal, que seja. Que ruim não, amor? Me perdoe, linda. Você sabe que eu te amo (Truques de palavras de amor sempre a manipulam, hehe, ''I AM THE GUY!'') Cheguei tarde, estava me esforçando no trabalho, estou cansado. Quero espaço. O problema não é você, sou eu, querida, vamos dar um tempo. E pode deixar, eu não escuto os meus amigos, eles são apenas alguns caras! Não gosto de sair a noite e ficar em noitadas, que isso! Eu, simplesmente, amo ser homem. E quer saber de uma coisa? Detesto mulheres que me amam. Sim, eu gosto é de ser desprezado! Nunca provei a dor de ser rejeitado, até porque rejeição pra mim, no meu vocabulário não existe. Capaz mesmo! Eu não fui rejeitado, aquela mulher é que é insegura e eu não a suportava, sério, não me faz falta, cara! Juro! Verdade nua e crua venha à tona, eu penso com a cabeça errada. Eu sairia com os caras, beberia umas cervejas e jogaria uma pelada, sairia paquerando qualquer mulher que visse pela frente, não entraria em transtorno e nem arrependimento, pois eu sei, amigo, as mulheres sempre ficam presas a mim. Não é fantástico? Vida boa, né, cara? O quê? Amar alguém? Para com isso, isso é completamente inexistente. Isso é viadagem, cara! Casamento, aliança de compromisso? Iiih, eu estou é fora disso. Eu torno as regras ficarem à minha disposição, justificando a primeira: ser egoísta. Exceção? Não consta. O que eu não quero é que se importem comigo.
Mas, se eu fosse um homem... Eu juro que entenderia como é amar uma mulher; eu a escutaria sempre, mantivesse respeito como meu principal legado e nem por isso deixaria de me valorizar. Esclarecia todos os dias o quão é grande meu sentimento por ela e que por mais hajam obstáculos no nosso cotidiano, meu amor estaria intacto, pois eu a amaria mais ainda quando ela menos merecesse o meu amor. Estaria lá, sempre disposto a ajudá-la e passaria o resto da minha vida ao lado dela, transmitindo segurança e serenidade... Eu admitiria também o quanto eu me sinto realizado ao lado dela, e caso algum dia ela me magoasse, eu estaria lá disposto a perdoá-la e deixasse meu orgulho besta, bem de lado. Trataria-a com dignidade e sempre que eu a magoasse, eu iria me redimir e admitir que fui um completo idiota. Eu daria valor à ela, porque eu sei o quanto é ruim você dar valor a alguém que trate você apenas como mais uma opção; entenderia a dor de quando você constrói algo singular e singelo é destruído em um estalo de dedos. Porque eu sei, que demonstrar sentimentos não é questão de ser homem e nem me desmerece por isso, demonstrar sentimentos não me faz um homem pior mas sim, faz de mim, um homem com caráter, desde que esses sentimentos estejam à sete chaves, de tão puros e sinceros que são. Quando ela estivesse triste, eu a abraçaria e diria o quanto eu a amo. Ligaria alternadamente só para ouvir a sua voz, dormiria abraçado e deixaria ela livre, quando ela não me quisesse mais. Mas eu não sou um homem, sou uma mulher.
E eu sei o quanto dói lidarmos com o coração, entendo como é amar alguém DE VERDADE, e sei mais ainda o que significa sentir a ausência de alguém, saber que pegaram seu coração, brotaram sentimentos e simplesmente os deixa jogado no chão, sangrando, ciente que ficar se enganando não estanca nenhuma ferida. Vocês, homens, nunca entenderão...

I think I could understand/ how It feels to love a girl/I swear I'd be a better man.

2 comentários:

  1. Legal mesmo seus textos e seu blog. *--*
    Dá uma olhada?
    http://detudoquerealmenteimporta.blogspot.com/
    beeijos ;*

    ResponderExcluir